Município


Os Povoadores do Distrito


Depois do pioneiro José de Quevedo de Macedo, o segundo a chegar na região entre os Rios Toropis foi Salvador Teixeira, que levantou seus ranchos no lugar atualmente chamada "Paina". Sabe-se ao certo que, em 1º de março de 1823, por despacho do Cel. José Pedro Cezar, então Comandante Geral do Departamento, foi-lhe concedida uma área de terras na região (Autos nº 488, M 15, E 132 - Ano 1835 - Arquivo Público de Porto Alegre), confinando com as terras de José de Quevedo de Macedo.

Salvador Paes, também lindeiro de Macedo, teria chegado em 1815 ou 1816. Era casado e natural da Vila de Casto (então Província de São Paulo, hoje Estado Paraná).

Manuel José Machado, outro paulista, disse "que acompanhou o finado Alferes Salvador Martins Morato e, como este, por ordem do Comandante Geral das Missões, Antonio da Silva Paullette, veio junto medir a divisa do terreno pertencente a Quevedo (Autos nº 488, M 15, E 132 - Ano 1835 - Arquivo Público de Porto Alegre)".

À leste de Macedo morava outro lindeiro: Francisco de Souza Bueno.

Acrescente-se ainda o genro de Macedo, Francisco José de Vargas, contra quem em 1835, ele moveu uma ação possessória.

Em 1931, eram lindeiros de Macedo: Francisco Luiz de Oliveira, Leopoldino Menezes, Salvador Teixeira e José Gomes Moreira (medições judiciais - Lata 13.70/756 - Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul).



PRIMEIRAS RESIDÊNCIAS DE QUEVEDOS - POSSIVELMENTE, A CASA DE JOSÉ DE QUEVEDO DE MACEDO

 

Voltar

Câmara Municipal de Quevedos ©2005-2018 - Desenvolvido por PROSIS Informática